ITIL V4 a caminho. Será?!

itilv4A Axelos (detentora dos direitos autorais da ITIL) anunciou durante a Fusion 2017 um update para ITIL em 2018. Será que teremos uma ITIL v4 a caminho?

A última atualização que tivemos da ITIL ocorreu em 2011, quando houve uma espécie de “reestruturação” dos livros. Mas a última atualização realmente importante (que deu origem a V3 da ITIL) ocorreu em 2007.

Ao que tudo indica, parece ser um update importante, mas não a ponto de ser considerado uma nova versão da ITIL (O que seria a V4). Mas ainda é muito cedo para afirmar qualquer coisa.

O que já dá pra saber é que o principal objetivo desta atualização é dar flexibilidade e agilidade, dois fatores que são constantemente questionados na ITIL.

Para isso serão agregados na literatura conceitos e abordagens como DevOps, Agile, Lean, Cloud Computing e transformação digital, que atingiram um importante grau de maturação nos últimos anos e definitivamente entraram na agenda das organizações de TI.

Tradicionalmente a ITIL tem sido desenvolvida e evoluída de acordo com experiências reais de milhares de especialistas de diversos seguimentos , como indústria, PMEs, governos, organizações acadêmicas e profissionais liberais de todo o mundo.

Os insumos desta atualização vêm comunidade ITSM, através da Programa Global de Pesquisa da Axelos. (você também pode participar desta pesquisa).

O que podemos esperar desse update é um novo fôlego para a ITIL, que vem sendo constantemente criticada por ser inflexível e complexa. Parte deste novo “mindset” já foi descrito no ITIL Practitioner Guide (que em minha opinião deveria ser leitura de cabeceira de todo profissional de gestão de TI).

Este update também será importante para esclarecer definitivamente que os novos modelos de gestão são complementares a ITIL e não excludentes.

A dúvida que fica: será que com a notícia de uma nova atualização ainda vale a pena investir nas certificações atuais da ITIL?

A resposta é SIM. Eis alguns motivos:

  1.  Ainda não sabemos qual será o tamanho desta atualização, se for uma atualização similar a que tivemos em 2011, a única coisa que pode mudar é o conteúdo dos programas de treinamento e os exames. Não tendo influência na validade de quem já é certificado.
  2. Caso a atualização seja maior e influencie uma alteração significativa no programa de capacitação, incluindo uma nova versão das certificações, o roadmap de transição costuma ser bem longo e possibilitando que profissionais já certificados possam fazer os famosos bridges, que são exames que cobram apenas o conhecimento do candidato sobre as mudanças de uma versão para outra.
  3. O valor do exame de certificação deve aumentar um pouco a partir de Janeiro/2018. (aproximadamente USD300).
  4. A certificação ITIL desde sempre tem sido um dos melhores investimentos custo x benefício para a maioria dos profissionais de TI.

E você, está animado com a novidade? Comente =)

About the Author Renê Chiari

Evangelista em Gerenciamento de Serviços. Certificado ITIL® Service Manager, ITIL® Expert, ISO/IEC 20000 Manager e COBIT.

Construiu sua carreira em grandes corporações do ramo de TI e consultorias especializadas, atuando como consultor e instrutor em dezenas de projetos.

É um dos fundadores do ITSM na Prática. Tem dezenas de artigos publicados e é autor do pocket book “ITIL na Prática: Gerenciando Problemas de Infraestrutura e Serviços de TI”.

Leave a Comment:

5 comments
Add Your Reply